História do Passat LSE Iraquiano

Se você é apaixonado por carros dos anos 80, com certeza já deve ter ouvido falar do Passat Iraquiano, mas já se perguntou o porquê do nome? Vamos contar a você um pouco da história desse VW que é sonho de muitas pessoas.



Um primeiro ponto que pode ser considerado um tanto óbvio é que sim, ele tem relação com o Iraque, mas ao contrário de que alguns manjadores falam pela internet, ele não era fabricado lá e importado para o Brasil, a fabricação dele é nacional e tinha como objetivo a exportação para o Iraque.

Na década de 80 com o final da fabricação do Passat, foram produzidas unidades LSE com destino ao Oriente Médio que eram pagas com barris de petróleo à Petrobras e ela repassava o valor em dinheiro para a Volkswagen. Com o excedente de petróleo no país em 1986, a Petrobras pediu a suspensão da negociação com o Iraque e muitas unidades ficaram encalhadas sem poderem ser exportadas, qual a solução apresentada pela alemã? Colocar à venda no mercado nacional. De início a ideia não foi muito bem aceita pelos vendedores, mas o sucesso foi garantido com filas de espera em algumas concessionárias.

O Passat Iraquiano possuía algumas diferenças do Passat Pointer produzido para o Brasil. A primeira diferença estava no câmbio de apenas 4 marchas, uma a menos que o comercializado aqui. Ele também possuía o radiador em cobre, ventilador de 250W, chapa de proteção do motor, para-barro, quatro ganchos de reboque, carpete de 10mm e 4 portas, que ao contrário dos carros da época, fez bastante sucesso.

Ele contava com as variações na cor: branca, azul ou vermelha. A cor azul trazia o estofamento em cinza, enquanto as outras cores possuíam bancos em vinho. Apesar do câmbio de apenas 4 marchas, o Passat Iraquiano tinha atrativos bem interessantes, como o acabamento esmerado, painel completo e o ar condicionado, um item essencial ao clima do Iraque.

Ficha técnica – VW Passat LSE

  • Motor:dianteiro, longitudinal, 4 cilindros em linha, 1.588 cm³, carburador duplo, a gasolina
  • Diâmetro x curso:79,5 x 80,0 mm
  • Taxa de compressão:8,3:1
  • Potência:72 cv a 5.200 rpm
  • Torque:12,2 mkgf a 2.600 rpm
  • Câmbio:manual de 4 marchas, tração dianteira
  • Dimensões:comprimento, 426 cm; largura, 160 cm; altura, 135 cm; entre-eixos, 247 cm; peso, 1.022 kg
  • Suspensão:Dianteira: McPherson, com braços triangulares inferiores, molas helicoidais e barra estabilizadora. Traseira: barra de torção, braços longitudinais, barra diagonal tipo Panhard, molas helicoidais e barra estabilizadora
  • Freios:disco (diant.) e tambor (tras.)
  • Direção:mecânica, pinhão e cremalheira
  • Rodas e pneus:aço, aro de 13 polegadas e tala de 5 polegadas; pneus 175/70 HR 13

 

 

Você conhecia a história do Passat Iraquiano? Teve um? Conte para a gente:

 

Quadro Passat Iraquiano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *